O que não é um ministro "sentir na pele essa emoção"

30.7.08
Saiu na mídia, minha gente! Lembram-se de um certo post anterior? Pois então, acompanhe atentamente:

"O consumidor brasileiro pode se livrar, nos próximos meses, dos irritantes e intermináveis telefonemas feitos para call centers de empresas que muitas vezes não resolvem o problema na oferta de um serviço ou produto. Essa é a promessa do Ministério da Justiça, que anunciou um decreto que será publicado na próxima quinta e que deixará sujeitas a multas de R$ 3 milhões as empresas cujos telefonistas transferirem as ligações para outro setor mais de uma vez.

Veja alguns dos principais pontos do decreto:
• O call center deve resolver o problema em até cinco dias úteis (mas prazos menores e específicos para cada setor atingido serão estipulados pelo Ministério da Justiça);

• Em todo menu de atendimento eletrônico, inclusive no primeiro a ser ouvido pelo usuário, deve ser colocada a opção do atendimento pessoal via atendente;

• O consumidor só poderá ter sua ligação transferida apenas uma vez entre atendentes, independentemente do motivo de seu telefonema;

• O cancelamento de serviço ou produto deve ser feito imediatamente após solicitação do usuário, e a partir daí nenhuma cobrança deverá ser feita;

• As empresas serão obrigadas a gravar as ligações para efeito de prova em possíveis demandas judiciais;

• Se o consumidor pedir, a companhia tem de fornecer em até 72 horas todo o histórico de reclamações e/ou pedido de informação ou cancelamento, inclusive com datas e horários;

• O descumprimento do decreto pode ser punido com multas até R$ 3 milhões."

<Do Último segundo de ontem>

Perguntas que meu botões me fizeram após ler o texto acima:

~ O brasileiro médio (eu ou você que não ocupamos cargos públicos de relevo e nem faturamos algo em torno de 25 mil reais/mês) se livrará, de fato, de tal repugnante desserviço?
~ Haverá a tal da punição, de fato? Mas...
~ ...e se a empresa não cumprir todos, ou sequer os principais, pontos do decreto, o que nós, reles mortais temos que fazer? Chamar o nosso advogado, assim, como se qualquer pessoinha, mesmo, tivesse grana ou acesso a serviços jurídicos assim, com um simples estalar de dedos?
~ Ou seja, com a política burocrática deste país e todos os meios labirínticos de fazer-se cumprir a justiça, ainda que a causa seja pequena, as empresas provavelmente continuarão a realizar serviços pífios? Pelo menos até outro ministro tentar, por conta própria, resolver algum problema sem que sua secretária o faça por ele e, pasmem, ele ser mal atendido?

Paisinho de merda!

4 Comentaram. Faltou você?

  1. X Says:

    Gente, pode comentar, viu? O bicho não morde, não...

  2. é que eu tenho medo.....

  3. X Says:

    ????

  4. ...muuuuito medo....

Bibibi no Bobobó! | Powered by Blogger | Entries (RSS) | Comments (RSS) | Designed by MB Web Design | XML Coded By Cahayabiru.com Distribuído por Templates